Prefeitura suspende enquete “Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente” por suspeita de uso de robôs na votação

Educação e Meio Ambiente
Prefeitura suspende enquete “Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente” por suspeita de uso de robôs na votação

A votação iria até o dia 31 de julho, sendo o período para votação de 30 dias. Tão logo resolvido o problema, a enquete retorna zerada de votos, garantindo o prazo de 30 dias para votação.


14/07/2020    521

Por suspeita de ataque virtual, a enquete para escolha ‘Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente 2021" Internet foi removida do Portal oficial da prefeitura de Várzea Grande.  Após suspeita levantada pelos serviços de Tecnologia da Informação - TI - da Prefeitura, as secretarias municipais do Meio Ambiente e de Educação resolveram suspender a votação temporariamente, acreditando que este tipo de ocorrência lesa o princípio de igualdade na disputa.

Conforme informações da TI, o caso foi considerado como um movimento atípico, uma vez que, desde 2016, o “Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente”, é escolhido nesta modalidade, e nunca foi registrado ocorrência ou anormalidade. A hipótese é que tenha sido usado um programa que permite votar repetidamente, de forma automática, em um único desenho.

Os secretários municipais de Educação e Meio Ambiente respectivamente, Silvio Fidelis e Helen Farias, foram unânimes ao afirmar que a escolha parte de atividades escolares, realizadas no âmbito curricular, junto aos alunos da Rede de Educação Pública Municipal, com programação e vasto material de conhecimento e que cumprem etapas, para se chegar ao resultado final, que é a exposição dos desenhos para a escolha junto à sociedade várzea-grandense, e repudiam esta prática, afirmando que não será permitida, porque faz parte de uma atividade escolar saudável.

“Este trabalho educativo que é realizado pelas equipes da Educação e Meio ambiente, junto aos alunos é de extrema importância, porque não só desperta a educação ambiental entre eles como também é extensivo as famílias. E realizando esta atividade, que externa junto a sociedade e classe empresarial, os alunos se sentem a cada ano mais desafiados, a darem o melhor de si, e aprofundam nas pesquisas para realizarem a tarefa final, que é a produção do selo, que é colocado para a escolha junto a população da cidade. Sendo esta ação de extrema responsabilidade social”, disse a secretária do Meio Ambiente Helen Farias.    

O secretário Silvio Fidelis, explicou que para a enquete deste ano houve mudança justamente para não haver disputa desigual. “Para não direcionar nem influenciar na votação, os trabalhos foram publicados sem os nomes dos autores e das escolas. O público interessado em participar da votação vai apreciar o desenho que melhor expressa a proposta do concurso e escolher aquele que quiser e votar. A votação sempre foi na modalidade livre, não contendo base científica, e sim, a pura expressão do aluno com referência ao tema. A Votação é aberta para toda a sociedade. A votação iria até o dia 31 de julho. Tão logo o problema seja resolvido, a enquete retorna, e começará do zero, ficando garantido o prazo de 30 dias para votação”, explicou o secretário.

Por: Da Redação - Secom/VG