Várzea Grande na Campanha Nacional de multivacinação e vacinação contra a poliomielite 

Prevenção à Saúde
Várzea Grande na Campanha Nacional de multivacinação e vacinação contra a poliomielite 

A mobilização vai até o dia 30 de outubro em postos de saúde da cidade


06/10/2020    577

A  Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite para crianças de até 5 anos teve início no dia 5. A mobilização vai até o dia 30 de outubro em postos de saúde da cidade. A secretaria de Saúde de Várzea Grande  alerta que a população deve procurar o serviço mesmo com a pandemia de covid-19,todas as medidas de biossegurança foram adotadas,  pois a vacina é de extrema importância para manter as crianças imunes à doenças. No sábado (17), a vacinação será reforçada com o dia de Mobilização Nacional – ‘DIA D’

Também teve início a campanha nacional de multivacinação. Crianças e adolescentes menores de 15 anos, não vacinados ou com esquemas incompletos de qualquer vacina, devem comparecer às unidades de saúde para atualizar a caderneta de vacinação.Devem ser imunizadas crianças de 1 ano a menores de 5 anos de idade contra a Poliomielite.

A Superintende de Vigilância em Saúde, Relva Cristina Silva de Moura explica que o objetivo da campanha é reduzir os riscos de incidência da doença no país, e também uma medida de prevenção. “É importante que os pais levem seus filhos para vacinar e que não esqueçam do cartão de vacinação, que será atualizado no dia. É importante também que todos tenham a consciência de que a poliomielite, ou paralisia infantil como é conhecida, é uma doença infecciosa viral aguda que é transmitida de pessoa para pessoa. A vacinação vai estar disponível nas 20 unidades básicas de saúde, de segunda a sexta-feira em horário de expediente normal ”.

Relva Cristina disse ainda que todos as medidas de proteção foram tomadas para diminuir o risco de contaminação da Covid-19. “Adotamos as estratégias de segurança, como o uso de EPIs, higienização constante das mãos e das unidades de saúde. Já da população será exigida o uso de máscaras facial além do distanciamento social. Este é um ano atípico em função da pandemia, por isso pedimos que os responsáveis não deixem de levar os seus filhos para que sejam imunizados.  É importante que as crianças estejam protegidas”.

O secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, reafirma que é importante que os pais levem os filhos para vacinarem uma vez que a vacina evita contrair doenças, principalmente, nas crianças de 0 a 5 anos. “A campanha de multivacinação tem objetivo único de manter a carteira vacinal em dia e a segurança que a saúde pública oferta nas mais diversas vacinas”.

No total, serão oferecidas 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A.

Neste ano, também passou a integrar o SUS uma nova vacina, já inserida na campanha: Meningo ACWY, que protege contra meningite e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

 

 

Por: Kátia Passos - Secom/VG