DAE/VG alerta para a falta de água e pede por uso racional sem desperdício
ALERTA PARA ESTIAGEM

DAE/VG alerta para a falta de água e pede por uso racional sem desperdício

Prefeitura de Várzea Grande reforça investimentos de R$ 100 milhões em água e esgoto para solução definitiva na falta do líquido, mas lembra para necessidade de todos serem conscientes no uso

O Departamento de Água e Esgoto de Várzea Grande (DAE/VG) alerta a população sobre a importância do uso consciente de água, com o objetivo de evitar o desabastecimento para o consumo humano devido à estiagem que assola todas as regiões do Brasil, afetando diversas cidades.  

“Sem chuvas regulares nos últimos meses e sem previsão de novas chuvas que possam abastecer, dentro das necessidades, os reservatórios, fazemos um apelo para que os moradores economizem o máximo que puderem no consumo de água em suas propriedades”, pontua o diretor-presidente do DAE/VG, Carlos Alberto Simões de Arruda

Carlos Alberto lembra que no último 16 de agosto o prefeito Kalil Baracat assinou contrato com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 90 milhões destinados à infraestrutura da cidade, onde R$ 20 milhões são exclusivos para o abastecimento de água da cidade e R$ 70 milhões para asfalto em diversos bairros que totalizarão mais de 250 km de nova pavimentação. 

“Esses R$ 20 milhões de empréstimo junto à Caixa Economia, somados aos R$ 25 milhões que o Governo do Estado está investindo também em abastecimento de água na cidade, além da nova ETA que estamos construindo no Cristo Rei e a ETE no bairro Santa Maria, totaliza um volume de recursos na ordem de R$ 100 milhões somente em água e esgoto, para Várzea Grande”, disse o prefeito Kalil Baracat que assegura até o final de seu mandato, tornar regular e diário o abastecimento de água em toda a Várzea Grande. 

De acordo com a superintendente da Caixa Econômica Federal, Daiana Mabel Sardá, os valores já foram liberados para utilização das obras através de licitações. “Esse contrato é do Finisa, que permite ao município promover projetos de infraestrutura e de saneamento à disposição da administração desde a assinatura do convênio. São R$ 90 milhões só para infraestrutura e água e esgoto, além disso o prefeito Kalil Baracat pode aportar recursos próprios municipais caso seja necessário”, declarou. 

O senador Jayme Campos afiançou o prefeito Kalil Baracat lembrando a capacidade econômica que a prefeitura possui de assumir compromissos financeiros para realização de obras. “Hoje ainda a população sofre com o abastecimento de água que não é constante, porém em pouco tempo o prefeito Kalil Baracat vai solucionar esse problema. Inclusive já está resolvendo, com as obras que estão em andamento e novos investimentos chegando além da prefeitura ter capacidade para mais R$150 milhões caso seja necessário”, declarou.

Jayme Campos pontuou existir um compromisso da Bancada Federal de Mato Grosso e do Governo do Estado em ajudar Várzea Grande e sua população a superar as adversidades provocadas pela questão do abastecimento de água como um todo. 

O diretor-presidente do DAE/VG reforça que enquanto as obras não são finalizadas e o estado vive período de estiagem e é necessária a colaboração de toda população para que se faça o uso consciente da água “pois apesar de existir desabastecimento de água, também é comum se ver o desperdício e o uso desnecessário do líquido”, frisou. 

“Se todos economizarem podemos evitar a falta dela. Esperamos contar com a ajuda de todos e acreditamos que a medida não será por muito tempo. A chuva não tarda a chegar e vamos voltar a ter o mesmo volume de água. Os projetos, licitações e obras também estão a passos largos o que permitirá uma normalização definitiva do abastecimento, mas é imprescindível que a população entenda que é preciso economizar água”, completa ele sinalizando que a atual gestão está empenhada e resolver definitivamente a questão da água para que sua falta fique no passado, mas nem por isso, se admite agora ou no futuro o desperdício, pois o uso regular e essencial amplia as possibilidades de se atender a todo mundo.