Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar vai atender 10 escolas no segundo semestre
EDUCAÇÃO E DEFESA SOCIAL

Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar vai atender 10 escolas no segundo semestre

O objetivo é desenvolver nos alunos, valores importantes para a formação de sua capacidade moral, intelectual e social, com foco à paz e não à violência.

O cronograma do Projeto “Paz e Segurança na Comunidade Escolar” prevê o atendimento a 10 escolas da rede municipal no segundo semestre deste ano. As atividades do projeto se iniciaram na manhã desta sexta-feira, 10 de setembro, na “EMEB Tenente Abílio da Silva Moraes”.

O projeto realizado pela Secretaria Municipal de Defesa Social em parceria com a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer tem o objetivo de desenvolver nos alunos valores importantes para a formação de sua capacidade moral, intelectual e social, com foco à paz e não à violência.

As ações do projeto são baseadas em palestras educativas que abordam os temas: Pandemia (Biossegurança), Pedofilia (Gravidez precoce, DST’s, Abuso Sexual), ECA (Estatuto da Criança e Adolescentes), Bullying/ Ciberbullying, e Prevenção do Álcool e outras drogas, com a palestrante, professora Márcia Maria de Souza Oliveira.

Este ano, em decorrência da continuidade da pandemia do novo Coronavírus, as palestras serão realizadas para alunos que estão frequentando a escola no sistema de ensino híbrido. As ações estão sendo feitas observando todos os protocolos de biossegurança, com o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento seguro.

O professor José Vieira, coordenador do projeto junto a SMECEL explica que este o projeto teve início em 2017 com resultados positivos na mudança de comportamento dos alunos nas unidades escolares. "Estas ações desenvolvidas pela Guarda Municipal junto às escolas são importantes para a conscientização dos nossos alunos, principalmente aqueles que vivem em situação vulnerabilidade social. O objetivo principal desse trabalho é contribuir para a segurança e a formação dos alunos da rede pública, aumentando cada vez mais os laços de cooperação entre a instituição de segurança municipal e a secretaria de Educação, além da mudança de comportamento desses jovens junto ao convívio familiar e amigos, evitando assim conflitos e violência no meio em que vivem”, disse o professor.

Neste segundo semestre, o projeto vai atender as escolas: EMEB “Tenente Abílio da Silva Moraes”, EMEB “Profª Lúcia Leite Rodrigues”, EMEB “Benedita Bernardina Curvo”, EMEB “ Lenine de Campos Póvoas”, EMEB “Senhora Dirce Leite de Campos”, EMEB.” Profª Líbia da Costa Rondon”, EMEB “Joaquim da Cruz Coelho”, EMEB “Faustino Antônio da Silva, EMEB “Julio Domingos de Campos” e EMEB “Rita Auxiliadora de Campos Cunha”.