Saúde de Várzea Grande foca vacinação no reforço da segunda dose nesta sexta-feira e desativa o ponto do Fiotão que sediará jogos
SUPER COPA DE VÔLEI

Saúde de Várzea Grande foca vacinação no reforço da segunda dose nesta sexta-feira e desativa o ponto do Fiotão que sediará jogos

O local passará por sanitização do ambiente para receber até 70% do público no dia do jogo. O Fiotão tem capacidade total para 2.500 pessoas

Em decorrência dos jogos da Supercopa de Vôlei, que ocorrem no dia 26 de outubro, o ponto do Ginásio Júlio Domingos de Campos – Fiotão, que está sendo utilizado como um ponto para a vacinação da Covid-19 estará desativado. O local passará por sanitização do ambiente para receber até 70% do público no dia do jogo. O Fiotão tem capacidade total para 2.500 pessoas.

A secretaria municipal de Saúde de Várzea, foca o calendário vacinal, contra a Covid-19 neste final de semana, para aplicação da segunda dose, que de acordo com o secretário de Saúde, Gonçalo de Barros, em decorrência dos feriados, muitas pessoas perderam prazos para aplicação da segunda dose.

“Na sexta-feira, dia 22, vamos concentrar esforços para estas pessoas que perderam os prazos, além de continuar vacinando com a terceira dose, idosos acima de 60 anos que já estão aptos a receberem a dose da vacina, com intervalo de 180 dias (6 meses), e os jovens e adolescentes, com a primeira dose. Pretendemos vacinar neste final de semana uma grande quantidade de pessoas, com as edições especiais que vão ocorrer, entre Corujão, Corujinha. Nesta sexta, abriremos o ponto do Univag às 13 horas e vai até às 22h. O ponto do Ginásio Fiotão estará desativado, para sediar jogos da Supercopa Masculina de Vôlei. Nossas equipes estão alertando as pessoas, por telefone, a comparecerem no ponto fixo do Univag (Clínicas Médicas) nesta sexta-feira (22), para tomarem a segunda dose. Mesmo aqueles que não receberam a ligação, podem comparecer para tomar a vacina, respeitando os intervalos”, explicou o secretário.

São oito semanas o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer. Assim, todas as pessoas que tomaram a primeira dose estão aptas a receber a segunda dose do imunizante.

Com relação às outras vacinas, o intervalo para a segunda dose da AstraZeneca continua sendo de 12 semanas e da Coronavac, 28 dias. A medida respeita a orientação do Programa Nacional de Imunização.

Ainda nesta sexta-feira (22), a vacinação segue para adolescentes de 12 a 17 anos de idade, bem como a aplicação da dose adicional para idosos acima de 60 anos que tomaram a segunda dose ou a dose única há mais de seis meses. A imunização também estará disponível para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão.

No sábado (23), haverá vacinação nas Clínicas Médicas do Univag, das 8h às 16h. Na segunda-feira (25), haverá uma nova edição do Corujão da Vacinação das 16h às 22h, sistema Drive Thru nas Clínicas Médicas do Univag.

Segundo ainda o secretário, Gonçalo de Barros, em todos os pontos, os públicos alvos são: Adolescentes agendados e confirmados de 12 a 17 anos. Idosos acima de 60 anos podem comparecer espontaneamente a estes pontos de vacinação, e ainda para aqueles que perderam a data da segunda dose e ou a terceira dose, ou aqueles que ainda não tomaram nenhuma dose. População em geral, abaixo de 60 anos, confirmados para a segunda dose, ou que perderam as datas.