Rede Municipal realiza atividades pedagógicas com foco na equidade racial durante todo ano
DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Rede Municipal realiza atividades pedagógicas com foco na equidade racial durante todo ano

Atividades foram prestigiadas pelo secretário nacional de Políticas Públicas de Promoção e Igualdade Racial, Paulo Roberto.

A criança não nasce com preconceitos, na maioria das vezes o racismo racial vem do ambiente social e familiar. Em Várzea Grande, as escolas e creches municipais possuem um Currículo Escolar que inclui e trabalha a igualdade racial, a diversidade de raças e a valorização do ser humano com atividades e debates durante todo o ano. “Atuamos na promoção da igualdade de oportunidades para todos os estudantes da educação básica, o que passa necessariamente por garantir os princípios da equidade racial na formulação do planejamento anual de atividades pedagógicas”, afirmou o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidelis.

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, 20/11, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SMECEL) promoveu a Semana da Diversidade com inúmeras ações em todas as unidades escolares. As atividades foram preparadas pelos alunos, professores e coordenações pedagógicas demonstrando a capacidade dos profissionais de Educação de Várzea Grande em promover uma gestão escolar que também valoriza a cultura, a história e a beleza negra.

Uma das ações teve a participação do secretário nacional de Políticas Públicas de Promoção e Igualdade Racial, Paulo Roberto. "Esse momento de parar para pensar no fato de que as mazelas de hoje decorrem de uma estrutura de descriminação, de preconceito e de racismo, por causa de políticas equivocadas que foram feitas no passado, especialmente nesse mês da consciência negra, é fundamental. O país precisa entender de fato e não só conviver com todo esse histórico de discriminação e desigualdade, que a Contituição Federal nos manda combater", pontuou.

Paulo Roberto ainda acrescentou que "além de da aquisição de bens materiais o que está em primeiro lugar é a discussão de política de igualdade racial, que não está voltada exclusivamente para a população negra, mas também para as comunidades tradicionais como os ciganos, os circenses, os indígenas, quilombolas, pescadores artesanais, e outros. E levar ao gestor público as necessidades dessas populações, ajuda a fazer uma política em demandas especíificas e realmente necessárias evitando a injustiça social, é o que chamamos de política social horizontal".

Na Semana da Diversidade da rede municipal se destacaram os eventos promovidos na EMEB Euraide de Paula localizada no Limpo Grande, com a produção de um vídeo com danças, na EMEB Ruth Martins Santana, com os alunos da educação infantil, na CMEI Professor Antônio Amorim de Campos, no bairro Mappin, com as turmas: 3 anos B; 2 anos B e 3 anos A onde as professoras: Edileuza, Beatriz e Belma trabalharam contação de histórias: “Cabelo de Lelê”, “Boneca Abayomi”, “Menina Bonita do Laço de Fita”.

O secretário Silvio Fidelis, em entrevista no Programa “Notícia de Frente, na TV Vila Real, sobre a Semana da Diversidade nas escolas municipais, comentou que embora seja comemorado no dia 20 de novembro o Dia da Consciência Negra, as escolas municipais fazem um trabalho permanente e diferenciado em relação a diversidade racial e no combate ao preconceito no ambiente escolar.

“Dentro do Currículo Escolar já são programadas ações de conscientização da igualdade racial, valorização da história, cultura e da beleza negra. A discussão se dá dentro da escola durante o decorrer do ano letivo”, explicou. Fidelis lembrou que durante toda esta semana que vai até o sábado, dia 20/11 quando é comemorado o Dia da Consciência Negra, foi realizada a Semana da Diversidade, com eventos nas creches e nas escolas municipais. As comunidades escolares produziram apresentações culturais de dança, teatros, músicas, contação de histórias na educação infantil, desenhos, criação de máscaras afros, oficinas de trança e penteados afros, entre outras.

“Contra o preconceito, os apelidos depreciativos, xingamentos que ocorrem no ambiente escolar nós levamos a autoestima, o respeito. O que fazemos é dentro do aprendizado pedagógico é manter durante todo o ano atividades positivas, rodas de conversas e até o envolvimento com as famílias. Também temos o envolvimento do Conselho Municipal da Igualdade Racial de Várzea Grande discute e trabalha ao lado da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer com vários projetos voltado para a equidade racial e a valorização do ser humano”, relatou Silvio Fidelis.

A Cor da Cultura - Na sexta-feira, 19/11, a Escola EMEB Abdala José de Almeida, no bairro São Matheus realizou o evento “A Cor da Cultura”, com uma programação especial produzida pela escola com danças, música e teatro realizados pelos alunos. Também aconteceu um desfile da Beleza Negra com alunas que estavam com penteados afros. O evento é alusivo ao Dia da Consciência Negra e teve a presença do secretário de Educação de VG, Silvio Fidelis, professores e alunos.                                      

A estudante Juliana Nascimento da Silva, 12 anos, do 5 Ano participou do desfile Beleza Negra e conta que nesta escola “me sinto valorizada e nunca fui xingada. Na escola anterior que estudei me chamaram de preta”, disse.

 A coordenadora da escola, professora Aparecida Benetolli, explica que o evento teve o intuito de valorizar a cultura e a beleza negra e faz parte das atividades curriculares do mês de novembro, com base na lei 10.639/03 alterada pela Lei 11.645/08, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio.

Ainda no começo da tarde desta sexta-feira, o secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (SNPIR/MMFDH), Paulo Roberto reuniu-se com os conselheiros do Conselho Municipal da Igualdade Racial de Várzea Grande e em seguida participou de um bate papo sobre a gestão escolar em benefício da igualdade racial com profissionais da educação do município. O debate ocorreu no Anexo II da SMECEL no bairro Jardim Marajoara.