Nascimento e aniversário de Eduardas marcam um ano do Hospital Materno-Infantil de Várzea Grande
155 ANOS

Nascimento e aniversário de Eduardas marcam um ano do Hospital Materno-Infantil de Várzea Grande

O próximo passo será a instalação de leitos de UTIs para atender partos de risco.

Neste sábado, 14 de maio, é de comemoração tanto na Maternidade Municipal Dr. Francisco Lustosa de Figueiredo, quanto na casa da família de D. Karen, onde Maria Eduarda foi a primeira bebê nascida na nova maternidade, entregue em maio de 2021, quando Várzea Grande completou 154 Anos de Fundação além do nascimento da filha de Jeniffer Emília Santana, Eduarda Santana, que hoje completa 11 dias de nascimento

Já nas comemorações dos 155 anos da cidade, a data é marcada pelo nascimento de outros 1,6 mil bebês que nasceram na unidade no decorrer do ano, alicerçados no conceito da política de humanização, segurança, qualidade de vida e cidadania.

“Meu eterno agradecimento, em nome de toda minha família, por tudo o que foi de melhor que a equipe do hospital nos proporcionou. Porque no momento certo, uma grávida precisa de carinho e tranquilidade, e eles nos deram muito amor. Que Deus abençoe cada um. Nenhum hospital particular me daria um atendimento desses”, afirma a mãe de Eduarda Santana, Jeniffer Emília, que nasceu a 11 dias na unidade.

O prefeito Kalil Baracat, presente na solenidade de 1 ano da Maternidade, disse que o projeto saiu do papel e só foi possível concretizar, graças às parcerias com o Governo do Estado e Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso junto à Prefeitura de Várzea Grande.

“Vamos transformar a Maternidade no primeiro Hospital Municipal da Criança, com a concretização de novas obras, principalmente a instalação de leitos de UTIs. Hoje a unidade é uma extensão do Hospital e Pronto Socorro, do programa Rede Cegonha, que garante serviços vinculados ao parto. Esta é nossa meta. Lembro que estávamos no auge da pandemia da covid-19 e junto ao secretário de Saúde, Gonçalo de Barros, e sua equipe, fizemos todo o planejamento, em caráter emergencial, em consequência do avanço da pandemia, e queríamos um lugar próprio para as gestantes e seus bebês. Está aí o resultado. Já nasceram mais de 1,6 mil bebês desde o dia da sua inauguração, há exato um ano. É com muita satisfação que venho aqui hoje e vejo que está tudo funcionando a contento”, disse o prefeito Kalil Baracat.

Outra parceria comemorada pelo prefeito Kalil Baracat e que deu certo foi com o Poder Judiciário, que está permitindo que crianças nascidas no Hospital sejam registradas em uma unidade do Cartório do 2º Ofício situado nas dependências da unidade.

“São nossos pequenos várzea-grandenses nascendo e que já saem da unidade com a certidão de nascimento - primeiro documento que contém as declarações oficiais necessárias para certificar a existência de um cidadão. Além da certidão de nascimento, os recém-nascidos várzea-grandenses saem também da maternidade com o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas). Temos a oportunidade de ofertar cidadania à nossa nova geração. É digno de comemoração. A Saúde Pública também é prioridade da nossa gestão”, afirmou o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, descreve que o hospital possui 30 leitos distribuídos em 5 enfermarias, 2 centros cirúrgicos, 2 salas de parto humanizado, 1 sala de parto/isolamento, a unidade segue as diretrizes da Política Nacional de Humanização preconizada pelo Ministério da Saúde, que garante o atendimento às usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção especial durante a gravidez, parto e puerpério.

“Hoje estamos proporcionando qualidade de vida às futuras mães e seus bebês ofertando proteção, orientações, acompanhamento, assistência médica, até o nascimento do bebê, onde a mãe, já sabe onde vai nascer o seu bebê e na garantia de cuidados dentro da Rede SUS, no período do nascimento e no decorrer do crescimento da criança. A Maternidade está adequada com leitos e tem capacidade de realizar até 300 partos/mês, se for necessário. Com a efetivação dos leitos de UTI, vamos poder nos qualificar e prestar mais serviços nesta área da saúde pública”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros.

Para o secretário Gonçalo de Barros, hoje é um momento de comunhão, agradecimento e exaltação aos profissionais que são responsáveis por todo trabalho realizado pelo hospital e prestado à população. “Temos a missão de atender com uma excelência assistencial e integridade, e a construção dessa entrega aos pacientes e usuários é diária e feita por cada colaborador. A nossa Maternidade realiza atendimento 100% SUS (Sistema Único de Saúde) e integra a rede pública de saúde dos serviços prestados aos várzea-grandenses”.

Segundo o Diretor do Hospital e Pronto Socorro, Ney Provenzano, a equipe médica que atua na unidade é especializada, composta por médicos, enfermeiros e técnicos que desenvolvem os serviços de atendimento ao parto de baixa e média complexidade.

“Além dos 30 leitos de alojamento em conjunto, dispomos de 5 leitos de Pré - Parto, Parto e Puerpério (PPP), único no Estado, sendo cada um individual com banheiro exclusivo, com espaço e equipamentos necessários, por exemplo, a bancada e berço aquecido, camas automáticas, fototerapia, balanças, banquetas, bolas, balanço pélvico para parto tipo cavalinho, balde coletor e carro de emergência. Nosso Centro de Parto Normal (CPN) , que funciona dentro do Hospital e Pronto Socorro, para atender também partos de riscos, é o único no Estado que disponibiliza 24 horas médico pediatra, além de equipe especializada com enfermeiros obstétricos, técnicos de enfermagem, médicos ginecologistas e neonatologista, além de todos os equipamentos necessários e centro cirúrgico. Queremos levar este serviço exclusivo para dentro do materno, após a instalação de leitos de UTIs, já programados para este ano, conforme o Planejamento da Gestão do Prefeito Kalil Baracat”, explicou o diretor.

Dia Festivo - Nas comemorações do primeiro ano da Maternidade Municipal Dr. Francisco Lustosa de Figueiredo, mães compareceram ao evento, com suas crianças nascidas na unidade durante o período da implantação do hospital de 14 de maio de 2021  a 14 de maio de 2022. Uma criança nascida no dia 14 de cada mês deste período. “Resolvemos fazer esta homenagem simbólica e presentear estas crianças, para marcar a data do dia 14 de maio de 2021, quando da implantação da unidade. Sendo um braço dos serviços do Hospital e Pronto Socorro, a unidade vem cumprindo sua meta de bem atender as mães gestantes, no Sistema Único de Saúde, de forma resolutiva. É uma importante unidade de acolhimento às mães gestantes e suas crianças. Aqui as crianças  nascem com segurança e tranquilidade com o suporte médico necessário e as mães com mais qualidade e segurança”, comemorou a Coordenadora Clínica do Hospital Maternidade, Dra Gabriela Zandonaide.