Prefeitura zela pela transparência na execução de obras de pavimentação
GRANDE MAPIM

Prefeitura zela pela transparência na execução de obras de pavimentação

Obras de pavimentação nos bairros Parque das Nações e Terra Nova, em Várzea Grande, estão em fase de conclusão da primeira etapa. Relatórios de fiscalização dão transparência ao processo alimentando o GeoObras, do TCE-MT, e emitindo ART de fiscalização.

Moradora há pelo menos 15 anos do bairro Parque Nações, localizado na região do grande Mapim em Várzea Grande, a aposentada Carmem Lúcia comemora o início das obras de pavimentação asfáltica perto da sua casa. Elas contemplam drenagem, rede de sistema de abastecimento de água tratada, rede de esgoto e terraplanagem. São obras como esta, da gestão Kalil Baracat, que integram os quase 100 km de asfalto novo entregues à população desde o início do seu mandato.

“O asfalto para nós será uma benção. Quando chovia aqui, virava só buraco e lama. A dificuldade para sair e chegar de casa era enorme. Até mesmo para carros passarem nas ruas era, às vezes, impossível. Só as máquinas que já passaram aqui melhoraram muito. Com o asfalto vai ser ótimo, pois vai ter rede de água e esgoto, boca de lobo, acabando com aquela água podre da rua. Não vejo a hora de fazer minha calçada”, declara Carmem.

Uma década a menos do que dona Carmen mora no bairro, Josias Reis de Medeiros ainda pegou uma fase complicada de um misto de poeira com lama. Agora, com o asfalto chegando bem pertinho da porta da sua casa, ele tem a certeza de que além da valorização imobiliária e da segurança que a pavimentação carrega consigo, os moradores finalmente deixarão de sofrer com os alagamentos em período chuvoso.

“Esse asfalto vai ser um grande benefício para os moradores. Vai valorizar o bairro, os imóveis, vamos ter linha de ônibus. Tenho certeza que também vai melhorar 100% a circulação e acesso de nós moradores e segurança das vias, porque antes era intransitável. As ruas não vão ser mais alagadas. Era perigoso no período das chuvas. Aqui nesta rua de casa já encontramos até jacaré”, lembra.

Lançadas há dois meses pelo prefeito Kalil Baracat, o asfalto irá beneficiar ao menos quatro mil moradores dos bairros Parque das Nações e o Terra Nova, localizados na região do grande Mapim. Ao todo serão 7.670,90 quilômetros de asfalto novo, construídos ao valor de R$ 7.344.000,54 milhões, oriundos de convênio com a Caixa Econômica Federal e recursos próprios da Prefeitura. 

De acordo com o coordenador de Engenharia da Secretaria Municipal de Viação, Obras e Urbanismo, engenheiro civil Felipe Augusto Tezolin, as obras de pavimentação e drenagem pluvial nos dois bairros têm prazo de 180 dias para serem executadas pela empresa ganhadora da licitação e, atualmente, as obras estão caminhando para finalizar a primeira etapa.

“Inicialmente foi feito o levantamento topográfico pela empresa que identificou e demarcou a largura das ruas, foi feita a limpeza da vegetação, drenagem, identificação das bocas de lobos e, por fim, o trabalho de terraplanagem, que é a substituição do material, o nivelamento e a compactação do solo”, detalhou o engenheiro.

Tezolin também pontua que toda a obra de pavimentação ou recapeamento é rigorosamente fiscalizada pelos fiscais de obra da Prefeitura e pelos fiscais de obra da instituição financeira envolvida. Os dados da fiscalização institucional recolhidos diariamente pelos engenheiros fiscais também são repassados ao Tribunal de Contas do Estado em tempo real, para alimentar o programa GeoObras do TCE-MT.

“Nosso setor é composto por 11 engenheiros civis, cada um é responsável pela fiscalização de uma obra, da verificação dos materiais empregados e qualidade. É feito relatório fotográfico diário de obra, onde eles relatam o que está sendo feito, em que passo está a obra, para termos um controle da execução. Os fiscais responsáveis no contrato emitem a Anotação de Responsabilidade Técnica – ART, que dá a responsabilidade técnica da fiscalização executada. Todos esses dados alimentam o programa GeoObras do Tribunal de Contas do Estado. Assim damos transparência dos recursos públicos e a sociedade pode acompanhar cada passo executado”, detalhou.

O engenheiro civil Victor Hugo Costa Rodrigues, fiscal responsável pelo acompanhamento de pavimentação dos bairros Parque das Nações e Terra Nova, detalha dois pontos importantes nesta fase inicial das obras. “Quando é feito as demarcações das ruas do bairro, o estaqueamento leva em consideração a largura da calçada, obedecendo as leis de uso e ocupação do solo do Município. A empresa deixa o terreno nivelado e demarcado também para o morador concluir sua calçada. Ao final, o poder público faz a colocação do meio-fio. Também importante nessa fase inicial é a sondagem para identificar se a rua tem rede de água. Fazemos a ligação de abastecimento de água para as casas que não tem. E onde não tem rede de abastecimento, é feita essa extensão”, pontua.

O prefeito Kalil Baracat lembra que a pavimentação dos dois bairros é a concretização de um anseio antigo da região e uma promessa de campanha. “Assim que assumi a prefeitura, em 1º de janeiro de 2021, o Parque das Nações e o Terra Nova foram os primeiros locais que visitei, e aqui mesmo, junto aos moradores, selamos esse compromisso e esse voto de confiança na gestão que se iniciava. Agradeço por acreditarem no nosso trabalho”.

Após finalização da drenagem e terraplanagem virão as etapas de “impritação”, que é a impermeabilização do solo para não haver problemas, movimento na base; pintura de ligação e a capa asfáltica. “Após essas etapas, são os serviços finais de acabamento ou complementares, que são o meio-fio, sarjetas e por fim a sinalização”, acrescenta o fiscal de obra.