Promoarte faz exposição da tradição várzea-grandense no VG Shopping
PROMOARTE

Promoarte faz exposição da tradição várzea-grandense no VG Shopping

Mostra de artesanato regional, com redes e violas de cocho, segue até 16 de outubro.

A arte tradicional de Várzea Grande – que tem viajado o Brasil inteiro e alcançado projeção internacional – estará em exibição no Várzea Grande Shopping até o dia 16 de outubro, pelo Projeto de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural – PromoArte. O espaço, localizado no primeiro andar, próximo da Avenida Filinto Müller, é uma realização da prefeitura de Várzea Grande, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel).

Durante a abertura da exposição, realizada nesta segunda-feira (27), a primeira-dama da cidade, Kika Dorilêo, lembrou do compromisso do prefeito com a cultura de Várzea Grande. "Precisamos reverenciar nossas raízes, pois um povo sem história, sem cultura, não chega a lugar nenhum, e nada mais Varzea Grande do que as redes de Limpo Grande, as violas de cocho, o siriri e o cururu", disse.

Para o Secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Sílvio Fidelis, o espaço representa um merecido reconhecimento da importância destas manifestações culturais. "A arte de Várzea Grande precisa ser valorizada aqui também, pela nossa população, para que ela continue crescendo e prosperando mundo afora, então exposições como essa são fundamentais", afirmou.

Entre os expositores está a Associação de Redeiras de Limpo Grande (TeceArte), que, neste ano, já participou de uma feira internacional em Olinda e de uma importante mostra de artesanato no Rio de Janeiro.

"Nós vamos para esses eventos e as pessoas querem vir aqui conhecer de perto o trabalho que fazemos, por isso eu digo que o que fazemos não é só levar a nossa arte, mas a vida e a história das mulheres forte e batalhadoras que fazem isso acontecer", apontou a presidente da TeceArte, Jilaine Maria da Silva.

Além das redes, também tem destaque na mostra as violas de cocho produzidas na cidade. Alexandre Paz de Oliveira, mestre artesão que aprendeu o ofício com seu pai, Mestre Feliciano, quando ainda era criança, falou sobre a importância da iniciativa por parte da gestão Kalil Baracat. "Isso é a valorização do nosso modo de fazer. Sem isso, a gente não consegue ir mais longe. Se a gente fica só no nosso quintal, a gente não é reconhecido nem na cidade e nem fora, então eu fico muito agradecido", completou.

O Promoarte é uma parceria entre o governo do estado e a prefeitura de Várzea Grande, com o objetivo de valorizar e incentivar a continuidade dos patrimônios culturais da cidade. "Temos uma cultura muito rica na religião, na gastronomia, na arte e essa parceria é um resgate disso e um fortalecimento de nossa identidade", concluiu o superintendente de Cultura, Joilson Marcos.

Além das obras de arte, o espaço traz recortes da história de Mato Grosso e Várzea Grande, contextualizando como as diferentes influências ao longo dos anos resultaram na cultura da cidade atualmente.