Guarda Municipal vai atuar na segurança dos locais de votação nas eleições 2022
DOMINGO

Guarda Municipal vai atuar na segurança dos locais de votação nas eleições 2022

A Guarda Municipal de Várzea Grande (GMVG) estará fazendo a segurança em cinco escolas que funcionam como locais de votação, no intuito de inibir crimes eleitorais.

Durante as eleições no dia 2 de outubro (e no dia 30 de outubro, em caso de segundo turno), a Guarda Municipal de Várzea Grande (GMVG) estará fazendo a segurança em cinco escolas que funcionam como locais de votação, no intuito de inibir crimes eleitorais. O município conta com um eleitorado de 178.509 pessoas, distribuídas em 100 locais de votação.

De acordo com o comandante da GMVG, Alisson Baracat Salgado, 20 guardas municipais participaram do curso sobre crimes eleitorais, oferecido pela Escola Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) e estão aptos para atender ocorrências relacionadas ao pleito. “Nós vamos fazer a segurança dos locais de votação para inibir crimes como boca de urna, compra de voto, quebra de sigilo de votação porque agora não vai mais poder entrar com celular na cabina de votação. Também vamos combater crimes de desobediência porque, na falta de mesário, o chefe de seção pode solicitar a algum eleitor que esteja na fila que exerça essa função e a pessoa precisa acatar”, explica.

Segundo o secretário Municipal de Defesa Social, Alessandro Ferreira, qualquer cidadão pode denunciar a prática de ilícitos eleitorais. “Pode acionar via 190 que a Guarda Municipal vai estar atuando juntamente com a Polícia Militar e demais forças de segurança”, informa.

Além das cinco escolas que contarão com segurança específica dos guardas que passaram pelo treinamento da Justiça Eleitoral, a GMVG fará a interdição da Avenida Castelo Branco, entre as Avenidas Couto Magalhães e Senador Filinto Muller, onde está localizado o Cartório Eleitoral (durante o horário da eleição). A corporação também vai trabalhar com as guarnições ordinárias, atuando no patrulhamento da cidade e no controle do trânsito, que deverá ser intenso.

“Geralmente, as eleições federais e estaduais são mais tranquilas do que as eleições municipais. Mas este ano a expectativa é de que seja um pouco tumultuado devido à atual polarização entre os principais candidatos. Além disso, o horário de votação dessa vez será diferente, das 7h às 16h, o que poderá gerar tumulto porque muitas pessoas deixam para votar na última hora”, afirma o comandante Alisson Baracat.

Ele destaca ainda a relevância da participação da GMVG nas eleições. “A Guarda Municipal, desde sua criação, sempre participou de todas as eleições e, principalmente agora, há uma integração com as Polícias Civil e Militar, com o Exército e demais forças de segurança, através do Gabinete de Gestão Integrada, o GGI, do qual participamos e atuamos em operações como a Lei Seca, Sossego Público e também as eleições. Vejo isso como benéfico porque proporciona troca de conhecimento e de informações. É aprendizado e integração com as forças de segurança e com a Justiça eleitoral, que sempre que nos convoca, nós estamos prontos para estar participando”, avalia.