Kalil autoriza a construção de mais duas UBS, anuncia credenciamento de mais 46 ESF e dobra cobertura da Atenção Básica
SALTO DE QUALIDADE

Kalil autoriza a construção de mais duas UBS, anuncia credenciamento de mais 46 ESF e dobra cobertura da Atenção Básica

Com todas estas ações implantadas, Várzea Grande passará de uma cobertura por Unidade Básica de Saúde populacional de 39% para 70% até o final do seu mandato.

O prefeito Kalil Baracat e o secretário Municipal de Saúde, Gonçalo Aparecido de Barros, assinaram, nesta quinta-feira (10), Ordem de Serviço para início de construção de mais duas Unidades Básicas de Saúde, a serem construídas nos bairros Jardim Maringá I e São Mateus II. As unidades estão orçadas no valor de R$ 1 milhão e serão construídas por meio de recursos próprios.

Kalil assegurou que a saúde, assim como o saneamento básico, são as principais prioridades de sua gestão. Para ele, saneamento e saúde são indissociáveis, de modo que paralelo ao maior investimento da história da água em Várzea Grande que está sendo feito pela Prefeitura, é necessário fortalecer a atenção básica, secundária e terciária.

“Temos 22 Unidades Básicas de Saúde, vamos construir, mais estas duas unidades e até o final do meu mandato a perspectiva é de que mais 5 sejam edificadas em bairros que ainda não possuem cobertura da Atenção Primária à Saúde. A nossa intenção com isso é que o cidadão seja atendido em suas necessidades básicas em saúde, mais próximo de suas casas. A Atenção Básica resolve muitos problemas de saúde do cidadão e também com os serviços de saúde preventiva, evita-se agravamento de doenças, como diabetes, hipertensão, doenças estas que são tratadas nas unidades básicas e também com a dispensação de medicamentos. Para que estas doenças não se agravem é importante o cidadão frequentar as Unidades Básicas de Saúde, que possuem programas específicos de acompanhamento diário destas doenças, e de outras preveníveis o seu agravamento”, disse o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, comemorou junto ao prefeito que o Ministério da Saúde deu aval ao município de Várzea Grande, por meio de Portaria, a credenciar 46 novas equipes de Saúde da Família. Significando que cobertura populacional estimada de equipes de Saúde da Família (eSF) e de equipes de Atenção Básica (eAB) utilizada para o monitoramento do acesso aos serviços de Atenção Básica, com vistas ao fortalecimento do planejamento do Sistema Único de Saúde (SUS), passarão no município de Várzea Grande de 39%, para 70%.

“ E ainda neste ano, até o final de janeiro já vamos implantar destas 46 equipes autorizadas, 32. Temos hoje 22 Unidades Básicas de Saúde, vamos ter mais estas duas, e até o final da Gestão Kalil, mais 5, totalizando 29 Unidades de Saúde, localizadas nas 4 Regiões da cidade. Nunca se fez tanto pela saúde, como na gestão Kalil. Tanto é verdade que passamos pela epidemia da Covid-19, com estruturas próprias para salvar vidas, e agora estamos retomando todas as cirurgias, e ainda, estabelecemos seguranças as mães para ganhar seus bebês em uma unidade própria, sem riscos, de forma humanizada, e com toda a infraestrutura necessária, que foi a implantação do Hospital Materno Infantil no início da Gestão Kalil, em plena pandemia”, analisou o secretário.

O vereador e presidente da Comissão da Saúde na Câmara de Vereadores de Várzea Grande, Emerson Cézar de Campos Magalhães, fez questão de afiançar os esforços e o reconhecimento da Comissão as ações e serviços que foram e estão sendo implantados na Saúde Pública em respeito ao cidadão várzea-grandense, ao acesso de serviços na Rede SUS do município.

“O nosso reconhecimento ao prefeito Kalil Baracat, que tem aumentado a oferta de serviços no SUS do município, quer seja na dispensação de medicamentos, no acolhimento por cirurgias, nas parcerias que vem buscando junto aos governos federal e estadual, no reforço dos serviços. E hoje a boa notícia, que a Atenção Primária, estará com cobertura de 70%, com todas as ações que estão sendo desencadeadas quer seja em novas obras, no aumento de equipes da família, e na reforma geral do Hospital e Pronto Socorro com perspectivas de aumento de leitos de UTIs”, agradeceu o vereador em nome de toda a bancada de Várzea Grande que se fez presente ao evento.

Como explica o Superintendente de Atenção Primária à Saúde, Geovane Renfro, o Programa Saúde da Família funciona nas unidades básicas do Sistema Único de Saúde, o SUS, ou nos domicílios dos pacientes, devendo a equipe médica atender e acompanhar todas as pessoas de cada família, independentemente do gênero e da idade.

“No PSF as ações as ações de prevenção são prioridades, promoção e recuperação da saúde das pessoas, de forma integral e contínua, por meio de atendimentos prestados na unidade básica de saúde, no domicílio ou através da mobilização da comunidade. Dentre as atividades, a unidade realiza a assistência integral em atividades de promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde aos indivíduos e famílias na USF e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços. O cidadão pode comparecer na unidade para tratamento de traumas leves, sintomas leves de gripe, tonturas, dor abdominal leve, mal-estar, conjuntivite, início de febre, entre outros”, disse ele.