Pronto-Socorro inicia projeto Lean nas Emergências em parceria com Hospital Sírio-Libanês
HUMANIZANDO O ATENDIMENTO

Pronto-Socorro inicia projeto Lean nas Emergências em parceria com Hospital Sírio-Libanês

Unidade foi selecionada pelo Ministério da Saúde para participar do projeto que integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS)

Um salto de qualidade e mais humanização no atendimento na saúde municipal através do Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (HPSMVG). Assim o prefeito Kalil Baracat, definiu a parceira da instituição pública - de mais de 30 anos - com o Hospital Sírio Libanês, um dos mais conceituados do Brasil e referência em atendimentos especializados em São Paulo.

A atenção terciária à saúde, em Várzea Grande, está dando um salto de qualidade com o ingresso da maior unidade de referência na saúde do município no projeto “Lean nas Emergências”, do Hospital Sírio-Libanês, que teve seu cronograma, metodologia e objetivos apresentados à equipe do hospital e pronto-socorro, bem como ao prefeito Kalil Baracat.

De acordo com a consultora do projeto ‘Lean nas Emergências’, Luciana Sanchez, o intuito é reduzir a superlotação, com um menor tempo de atendimento e de internação dos pacientes, melhorando os processos gerenciais e assistenciais, por meio da metodologia Lean de qualidade da gestão, envolvendo toda a equipe do hospital. “Isso começa com um levantamento inicial, que é a etapa que estamos fazendo de demanda e capacidade para ter o diagnóstico inicial”, explica. 

Na fase de implementação, haverá visitas presenciais de dois consultores do Hospital Sírio-Libanês a cada 15 dias no Hospital e Pronto-Socorro e com acompanhamento remoto a cada semana. Posteriormente, será feito o monitoramento ao longo de cinco meses para entrega de planos de ação. “Temos ótimos resultados desse projeto, que é feito em parceria com o Ministério da Saúde, através do PROADI-SUS. Já implantamos em mais de 130 hospitais do Brasil, sendo que entre 2020 e 2023, nosso alcance será de mais 100 hospitais”, afirma Sanchez.

Oito servidores do Pronto-Socorro serão capacitados em São Paulo, no Hospital Sírio-Libanês, e serão os multiplicadores dos conhecimentos com os demais profissionais dos diversos setores da unidade.

O prefeito Kalil Baracat agradeceu a parceria com o Hospital Sírio-Libanês e destacou que o projeto resultará na melhoria do atendimento aos usuários. “É importante que a população receba uma saúde de qualidade e tenha esse fluxo potencializado. Eu fico muito satisfeito e feliz que a nossa administração tem conseguido ganhos e parcerias importantes. Só temos a agradecer e nos aperfeiçoar cada vez mais. Como foi apresentado aqui, o resultado é a melhorar assistência ao paciente na ponta”.

Conforme o prefeito, o avanço se deve aos investimentos que a prefeitura tem realizado na saúde e à dedicação dos servidores. “Essa conquista se deve aos investimentos e ao trabalho que temos feito dentro do Pronto-Socorro, até porque a saúde é constitucional e temos investido muito. Parabéns a todos os colaboradores da saúde municipal, que fazem um grande trabalho. Isso é fruto do esforço e dedicação de cada um”, elogiou.

Ele frisou ainda para 2023, a entrega de novas alas de atendimento especializado, com uma nova UTI e novos Leitos Semi-intensivos no Hospital e Pronto-Socorro Municipal que foi a primeira unidade a funcionar 24 horas todos os dias, pelo SUS e sem custos para a população. “E vamos avançar mais ainda na área de saúde como em todas as demais áreas da administração municipal, sempre primando pelo atendimento eficiente e célere para todos que nos procuram”, explicou Kalil Baracat.

Para o diretor clínico do HPSMVG, Waldirson Coelho, a busca por mais conhecimento para melhoria dos procedimentos internos é de suma importância. “O Pronto-Socorro já vem fazendo capacitações há alguns anos. Primeiramente tivemos com o Hospital Osvaldo Cruz e agora temos o privilégio de sermos selecionados para este outro projeto do Sírio-Libanês e do PROADI-SUS para melhorar os processos, diminuir o tempo de atendimento, melhorar o atendimento dos pacientes, capacitar todo o fluxo de leitos e diminuir superlotação. Temos que trazer esse modelo para cá porque são processos que já foram implantados em outros hospitais e funcionam bem”, afirma.

O diretor do Pronto-Socorro, Nei Provenzano, destaca que a unidade tem avançado em sua estrutura e na qualidade dos serviços prestados na atual gestão municipal. “É muito gratificante fazer parte de um projeto do Ministério da Saúde e do Hospital Sírio-Libanês, pois significa que nós estamos evoluindo, fazendo a coisa correta. Fomos selecionados entre vários hospitais de nível nacional para fazer parte deste projeto. Também estamos indo para o segundo ano da nossa residência médica, com oito alunos, tudo isto porque estamos fazendo o dever de casa. O prefeito está sendo muito participativo e está nos dando as condições de sermos reconhecidos, dando o suporte para a gente evoluir na assistência SUS para os nossos cidadãos várzea-grandenses e mato-grossenses”, avalia.

LEAN NAS EMERGÊNCIAS - O projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), que tem dentre os parceiros o Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e o Hospital Sírio-Libanês.