Campanha "Dezembro Vermelho" alerta para prevenção das ISTs, em Várzea Grande
Campanha de Conscientização

Campanha "Dezembro Vermelho" alerta para prevenção das ISTs, em Várzea Grande

Saúde Municipal de Várzea Grande, disponibiliza testes específicos para HIV, bem como sífilis e as hepatites B e C, em todas as Unidades Básicas de Saúde

O mês de dezembro marca o início da campanha “Dezembro Vermelho”, que chama atenção da sociedade para a prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), principalmente aquela causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), que ataca o sistema imunológico responsável pelas defesas do organismo e causa a aids, a síndrome da imunodeficiência humana.

O secretário municipal de saúde de Várzea Grande, Gonçalo Aparecido de Barros, faz o alerta para a importância da testagem para identificar a infecção pelo HIV o quanto antes e iniciar o tratamento com os medicamentos antirretrovirais para ter mais chances de o paciente desfrutar de uma melhor qualidade de vida.

“Todas as pessoas que têm vida sexual ativa sem proteção devem realizar testes para saber se está infectada ou não, em caso positivo, dar início ao tratamento que não deve ser interrompido , uma vez que a Rede SUS de Várzea Grande, possui o tratamento completo, e a disponibilidade de testes e medicamentos que são fornecidos pelo Ministério da Saúde. Várzea Grande possui uma unidade exclusiva para o tratamento das pessoas com ISTS”, alertou o secretário.

Gonçalo explica ainda que o Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE-CTA), possui instalações próprias para os pacientes com diagnóstico de tuberculose, HIV, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e hepatites. Também são promovidos testes rápidos para hepatite B, hepatite C, HIV, sífilis, e tratamento gratuito para a Aids, bem como todas estas doenças.

Segundo o gerente do SAE/CTA, João Paulo Alcântara Ortega, somente em 2022, até o momento, 171 pessoas iniciaram tratamento de HIV em Várzea Grande, sendo 127 do sexo masculino e 44 do sexo feminino. O SAE de Várzea Grande acompanha atualmente 1.544 pessoas vivendo com HIV e dispõe de uma equipe multidisciplinar especializada no atendimento ao portador do vírus HIV.

“Na unidade possuímos um atendimento humanizado e adequado para estes portadores, com disponibilidade de infectologistas, urologista, hepatologista, ginecologista, pediatra, além de contar com suporte técnico nas áreas de nutrição, odontologia, psicologia, serviço social, farmacêutica, laboratorial e enfermagem. Um serviço completo na Rede SUS de Várzea Grande, em um local exclusivo e apropriado”, disse ele.

Para a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina de Moura, o diagnóstico precoce pode ser realizado por meio dos testes rápidos para o HIV, que são gratuitos e disponíveis também nas Unidades Básicas de Saúde . O resultado do exame é disponibilizado em apenas 30 minutos, ou menos.

“Destaco que, além de cuidar da saúde evitando a evolução da doença, a pessoa infectada que está em tratamento com antirretrovirais também não transmite as doenças. Na rede SUS existem os serviços da testagem específica do HIV, e é importante destacar a existência da prevenção combinada, que associa diferentes métodos contra as IST, como sífilis e as hepatites B e C, incluindo as testagens realizadas gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS). Outras formas de combater as ISTs” alertou Relva Cristina de Moura.

O Sistema Único de Saúde de Várzea Grande realiza, a prevenção da transmissão vertical do HIV (quando o vírus é transmitido para o bebê durante a gravidez); o tratamento das infecções sexualmente transmissíveis e das hepatites virais; a imunização para as Hepatites A e B; disponibiliza  os programas de redução de danos para usuários de álcool e outras substâncias; oferta das profilaxias pré-exposição (PrEP) e pós-exposição (PEP); além do tratamento de pessoas que já vivem com HIV.

“Todos esses métodos podem ser utilizados pela pessoa isoladamente ou combinados. Apesar de ainda não existir a cura para a infecção do HIV/Aids, se a pessoa infectada realizar adequadamente o tratamento, é possível reduzir a carga viral até torná-la indetectável, o que faz o vírus perder o poder de ataque às células de defesa. Dessa forma, a pessoa pode levar uma vida normal, inclusive não transmitindo o vírus para outras pessoas, mesmo em situações de risco. O ‘Dezembro Vermelho”,  tem como foco a conscientização e a redução de danos no número de casos de Aids, bem como a adesão e o conhecimento de novas políticas do SUS para o tratamento”, afiançou, o gerente do SAE/CTA, João Paulo Alcântara Ortega.

Onde procurar o serviço:

-A unidade de Saúde do SAECTA, fica localizada em Várzea Grande , na Rua Benedito Curvo, S/Nº - no bairro Costa Verde.

-Telefone de contato para dúvidas ou esclarecimentos é só ligar – 65- 3688-3646, ou acessar os endereços eletrônicos: e-mail: saecta.vg@gmail.com / rede social: @saevarzeagrande (instagram e facebook)

-O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 7h às 17h, com intervalo para o almoço.

-Em horário estendido, somente nas segundas e quartas das 7h até as 20h.

-Unidades Básicas de Saúde