A parceria de serviço com empresas privadas do município para intermediação da contratação de mão-de-obra qualificada tem ampliado as oportunidades de requalificação no mercado de trabalho.

A Prefeitura Municipal de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Assistência Social, juntamente com um grupo de supermercados, promove, nesta quinta-feira (02), uma seletiva para preenchimento de vagas nas funções de operador de caixa, auxiliar de estoque, repositor e atendente de açougue.

A inscrição será realizada no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), do bairro Cristo Rei, das 8h às 10h. Os interessados devem portar documentos pessoais, comprovante de endereço e currículo. “Essa é a segunda seletiva de empregos que estamos realizando neste ano de 2023; a 17ª desde a implantação do programa ‘Qualifica + VG’. Estamos em tratativas com várias empresas para ampliação da oferta de vagas”, destacou o coordenador do Núcleo de Qualificação da Secretaria de Assistência Social, Jovanil Flores da Silva.

Ele lembrou ainda que, além das seletivas de emprego, a Secretaria trabalha com a capacitação profissional, oferecendo vários cursos de capacitação e qualificação. “É importante que elas saibam que a Prefeitura Municipal tem parceria com as empresas do Sistema S, que oferecem, de forma gratuita, vários cursos rápidos, de curta duração e aquelas com maior carga horária e de longa duração, a exemplo do curso de enfermagem que está sendo realizado em dois anos”. 

A titular da pasta, Ana Cristina Vieira, disse que uma das determinações do prefeito Kalil Baracat, ao criar o programa ‘Qualifica + VG’, foi justamente dar condições das famílias buscarem renda, seja por oportunidade de emprego ou qualificação profissional. “Quando o programa foi lançado, estávamos ainda em meio a uma pandemia onde muitas famílias perderam suas rendas e muitas passaram a contar com o auxílio do Município”.

Para a secretária, mais que um programa social, o ‘Qualifica + VG’ vem promovendo a inclusão produtiva e criando alternativas para o atendimento das famílias - principalmente as que enfrentam situações de vulnerabilidade social - oferecendo capacitação profissional, por meio dos cursos que são ofertados de forma gratuita, e ao mesmo tempo, incentivando o empreendedorismo, que gera renda familiar.  “É através do conhecimento que as pessoas adquirem habilidades, para exercer uma determinada função. E o incentivo ao empreendedorismo é uma forma de fazer com que essas pessoas sejam protagonistas de suas próprias vidas”.