Realização de sonhos é tema de destaque no CRAS Santa Maria
MULHERES EM EVOLUÇÃO

Realização de sonhos é tema de destaque no CRAS Santa Maria

Comemoração em homenagem às mulheres ganha importância com a colheita da primeira horta comunitária. A partir de agora todos os CRAS de Várzea Grande terão hortas comunitárias

“Determinação e muita força de vontade são fatores que motivam a realização de sonhos, por isso todos àqueles que almejam uma conquista pessoal, devem persistir para que o seu desejo seja alcançado”, destacou a primeira-dama Kika Dorilêo Baracat, durante a colheita da primeira produção realizada na Horta Comunitária do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), do bairro Santa Maria, durante mais uma etapa do movimento Mulheres em Evolução.

A meta é que em todos os CRAS de Várzea Grande, a partir de agora, tenham Hortas Comunitárias para fomentar hábitos saudáveis para a produção de alimentos.

Ela destacou que o sonho de criar em espaços sociais, hortas comunitárias, foi um desejo compartilhado por todos e que agora começa a render frutos, mas isso só foi possível porque houve o comprometimento da gestão municipal, da parceria de serviços com a organização do Sistema S, e especificamente neste projeto da horta comunitária com o SENAR, do Sindicato Rural de Nossa Senhora do Livramento e, principalmente, do engajamento de todos os alunos que se dedicaram para a construção desse sonho que é de todos nós.

A primeira-dama ressaltou ainda que neste mundo, em que as mulheres precisam mostrar a sua competência para ocupar cargos e funções que ainda são ocupados por homens, ver que muitas delas estão trilhando esses caminhos, e com sucesso, é motivo de comemoração. “Mulheres precisam incentivar sim outras mulheres, porque só assim estaremos ocupando espaços sonhados e idealizados por nós”, destacou.

Um bom exemplo de determinação é da ex-aluna, Rosangela Bispo da Silva, que realizou no CRAS Santa Maria o curso de Pedreiro de Revestimento, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), que integra o programa Qualifica + VG. Ela que se destacou como aluna nota dez, hoje possui uma agenda disputada para a execução desse serviço, que até pouco tempo, não tinha a mão de obra do sexo feminino. “Nunca me curvei aos desafios da vida e hoje posso dizer com toda a convicção que a mulher deve ocupar o espaço que ela quiser”.

A ex-aluna também incentivou outras mulheres a realizarem os seus sonhos, e que o medo não seja motivo para não alcançarem seus objetivos. “Muitas pessoas diziam que a construção civil deve ser trabalho de homem, mas eu vos digo, qualquer um pode fazer, e bem feito. Trabalho muito bem nesta função, tanto que desde que terminei o curso nunca fiquei sem trabalho. Ganho meu dinheiro e estou muito feliz com a profissão que eu escolhi”.

A vereadora Rosy Prado também destacou a participação de mulheres na vida pública, mas que é ainda um caminho árduo e com pouca representação feminina. “Ainda hoje é difícil atuar como vereadora e, aqui mesmo em Várzea Grande, são apenas três representantes. Que bom seria que houvesse mais mulheres neste setor, o ideal seria que metade das cadeiras fosse ocupada por mulheres, porque nós temos essa condição e estamos preparadas também para essa função”.

MÊS DA MULHER - A secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira, disse que neste mês de março, várias ações estão sendo realizadas em Várzea Grande, precisamente, nos Centros de Referência em Assistência Social. “Demos início na semana passada com a abertura do movimento Mulheres em Evolução no CRAS do bairro Cristo Rei, e agora no CRAS Santa Maria. Ainda teremos outros encontros que serão realizados nas unidades do Jardim Glória e São Mateus”, destacou.

Para a gestora é importante a participação das mulheres nesses eventos de debates e de discussão em torno dos seus direitos e do combate à violência doméstica e familiar. “É importante e fundamental esses debates, mas é importante também apresentarmos ações concretas que estão mudando a vida de muitas mulheres. O Qualifica + VG tem bons exemplos e a nossa felicidade é ver que esse projeto tem buscado atender toda à população, principalmente, a mais carente. E isso graças ao olhar atencioso do prefeito Kalil Baracat e da primeira-dama Kika Dorilêo Baracat que, mesmo com a agenda de trabalho apertada, faz questão de participar das ações e eventos realizados pela secretaria de Assistência Social, e muitas das ações são propostas por ela, a exemplo da horta comunitária, idealizada a partir de seu desejo e que agora começa a florescer”.