Em 2023, 1.400 mulheres de 70 bairros fortaleceram laços, adquiriram novas habilidades e transformaram suas vidas. Em 2024 o projeto 'Elas Empreendem' deve chegar a 90 bairros capacitando e inspirando

 

Em uma emocionante cerimônia realizada nesta quinta-feira, 23, o projeto "Elas Empreendem" celebrou o encerramento do segundo ciclo deste ano, entregando certificados de capacitação a 800 mulheres várzea-grandenses. A iniciativa, idealizada pela primeira-dama e Promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, e apoiada pelo prefeito Kalil Baracat, vem se destacando por promover não apenas cursos de capacitação, mas uma verdadeira transformação na vida das participantes.

Estes cursos, distribuídos em 87 grupos e abrangendo 70 bairros do município, compreendem a segunda etapa do projeto "Elas Empreendem". Oficinas que vão desde crochê até design de sobrancelhas, pintura em tecido, costura criativa, escovista e artes finas, refletem a abordagem abrangente do projeto. A meta é não apenas desenvolver novas habilidades, mas também promover a autoestima e capacitar para o mercado de trabalho e empreendedorismo social.

A gestão do prefeito Kalil Baracat foi enaltecida durante o evento, destacando o compromisso em fomentar políticas públicas efetivas para o empoderamento social e econômico das mulheres em Várzea Grande. O prefeito ressaltou a importância da "Casa de Sarita", sede do projeto, que não apenas oferece capacitação, mas também atenção integral à saúde mental, emocional e física das mulheres.

O balanço anual do projeto revelou resultados notáveis. Ao longo do ano, 1.400 mulheres de 70 bairros foram atendidas, fortalecendo não apenas a convivência social e comunitária, mas também a saúde mental e financeira. O prefeito Kalil Baracat expressou seu orgulho pela Casa de Sarita, destacando que leva o nome de sua avó e contribui para dar independência financeira e emocional às mulheres.

Para o próximo ano, o prefeito anunciou planos de expansão, visando atender pelo menos 90 bairros e mais mulheres. Ele enfatizou a importância de estar próximo da população, reconhecendo o poder das mulheres na construção de um Brasil mais forte e igualitário.

A primeira-dama e promotora de Justiça, Kika Dorilêo Baracat, pontuou que o dia foi de celebração e agradecimento. “Agradeço de coração a todas as mulheres incríveis que fazem parte desta equipe maravilhosa da Casa de Sarita e do Elas Empreendem. Nos fortalecemos quando seguramos a mão uma da outra e caminhamos juntas. É um privilégio testemunhar tantas mulheres brilhando, pois acredito firmemente que quanto mais mulheres brilharem, mais justa, humanitária e humana será a nossa sociedade”.

Kika Dorilêo Baracat também expressou sua gratidão à Câmara de Vereadores, que tem sido parceira na aprovação de legislações que fortalecem a mulher. “Juntos, construímos um ambiente onde as mulheres são ouvidas e respeitadas”, disse. E, completou:

“Nossa visão de assistência social vai além de distribuir sacolões. Na Casa de Sarita, temos o 'Elas Empreendem', um projeto que não apenas capacita, mas transforma vidas. Acreditamos na saúde física, mental e emocional. Acreditamos na educação e na qualificação pessoal. Isso é assistência social moderna, que vai além do básico, que enxerga a mulher em sua totalidade. Hoje, não apenas celebramos as conquistas, mas também reafirmamos nosso compromisso com o bem-estar integral das mulheres. Cultivamos não apenas habilidades, mas também a cultura da sororidade, da superação e do empoderamento. Juntas, somos imparáveis, e este é apenas o começo de uma jornada que continuaremos trilhando juntas. Obrigada a todas, e que continuemos a brilhar e inspirar", afirmou.

Depoimentos que inspiram e transformam - Durante o evento, depoimentos emocionantes de mulheres beneficiadas pelo projeto evidenciaram seu impacto positivo. A vereadora Eucaris Pereira, que participou do curso, destacou a oportunidade de levar a diferença para a vida de outras mulheres. Ela afirmou ficar emocionada ao ouvir o testemunho da transformação de mulheres que melhoraram suas vidas.

Franciele de Souza Pereira tem 34 anos, 3 filhos e é mãe solteira, mora no Residencial Jacarandá, fez o curso de artes finas, que resultou em encomendas e uma renda significativa. Hoje disponibiliza sua casa para ofertar os cursos do projeto a outras mulheres do bairro.

Nádia Santos de Paula Gomes, moradora do bairro Santa Clara, enfatizou como os cursos a incentivaram a ser uma mulher empreendedora, aplicando o que aprendeu em designer de sobrancelhas, escovista e maquiagem para sustentar sua família.

Diva Dalva Fereira, frequenta a Casa de Sarita, declamou uma poesia autoral que resumia a importância do local em transformar vidas. Ela destacou a variedade de cursos oferecidos, não apenas proporcionando habilidades, mas também renovando a autoestima das participantes.

Maria Aparecida Ferreira da Silva, 55 anos, moradora do bairro Santa Terezinha afirmou: "Fiz o curso de pintura em tecido na 'Casa de Sarita'. Foi mais que aprender a pintar, foi uma terapia que veio num momento difícil da minha vida, quando perdi minha mãe e meu irmão. Estou muito feliz e grata por essa oportunidade."

Maria Lucia de Santana, de 68 anos, moradora do bairro Nova Fronteira também estava emocionada. "Participei do curso de boneca de gesso na 'Casa de Sarita'. Foi incrível! Além de aprender algo novo, fiz novas amizades. Pretendo praticar, tentar vender e fazer presentes para meus netos. A 'Casa de Sarita' é muito boa, recomendo".

O futuro é feminino e empreendedor - Diversidade de idades também marcou o evento, mostrando que nunca é tarde para aprender e empreender. Mulheres como Ana Lúcia, de 67 anos, moradora do Jardim Glória 1, disse que encontrou no curso de automaquiagem não apenas novas habilidades, mas também uma forma de fazer novas amizades e fortalecer a saúde mental.

Naiara Fernanda, de 15 anos, moradora do bairro Maringá 2 declarou: “O 'Elas Empreendem' foi top! Comecei com automaquiagem, fui super bem recebida. Agora estou no designer de sobrancelhas e já penso em atender outras meninas. O projeto me mostrou que a idade não importa pra correr atrás dos nossos sonhos. Valeu a todas que fazem isso acontecer, tamo junto brilhando e aprendendo".

O evento contou com a presença de autoridades como a secretária de assistência social Ana Cristina, a secretária adjunta de saúde Maria das Graças Metelo, a secretária adjunta de administração Gilma de Arruda e Silva, além dos vereadores Eucaris Barros, Ícaro Reveles, Ider Jacinto, Alessandro Moreira, Ivan dos Santos, Ilton Gusmão e Sargento Galibert.

Em um mundo onde o empoderamento feminino é fundamental, o projeto "Elas Empreendem" se destaca como uma luz guia, capacitando, transformando e construindo um futuro mais justo e igualitário para as mulheres de Várzea Grande. O sucesso dessas mulheres é a prova viva de que o empreendedorismo social pode gerar não apenas oportunidades econômicas, mas também renovar esperanças e inspirar toda uma comunidade.