Coordenadoras, técnicas e orientadoras que atuam em programas sociais executados pela Secretaria de Assistência Social,  estão participando nesta sexta-feira (24), de uma formação que faz parte do processo permanente de aprendizagem e alinhamento dos serviços ofertados pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS).  

A capacitação está sendo feita pela equipe técnica da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), e faz parte da formação contínua, junto aos municípios, que desenvolvem programas sociais que são acompanhados e fiscalizados pelo Governo do Estado.

A superintendente de Programas e Benefícios da Setasc, Marimar Michels, destacou a importância do encontro na formação continuada das equipes que atuam, de forma direta, ou indiretamente, nos Programas PETI (Programa de Erradicação ao Trabalho Infantil) e Acessuas Trabalho (Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do trabalho).  “É importante que equipes estejam alinhadas para desenvolverem esses  trabalhos, e essa capacitação tem esse propósito”.  

A Técnica Estadual do Programa PETI e Acessuas Trabalho, Simone Garcia Santos disse que o município de Várzea Grande fez o termo de aceite dos Programas PETI e da Promoção ao Acesso do Mundo do Trabalho e que estão executando, daí o Governo do Estado oferta a capacitação.

Como explica a técnica, a capacitação é realizada de acordo com as solicitações feitas pelos municípios. "Neste momento estamos fazendo a formação da equipe que atua no programa de Erradicação do Trabalho Infantil, porém solicitamos também a convocação de técnicos da Proteção Básica, da média, especial e Cadastro Único, justamente porque o PETI passeia por todas essas proteções, então a gente sempre faz essa formação convocando todas essas equipes”.

Simone Garcia destacou também a importância da capacitação uma vez que a política de Assistência Social já está desenhada, mas  precisa ser implementada por parte do Estado e dos municípios. 

A coordenadora do Programa PETI, em Várzea Grande, Geni Carrelo dos Santos , disse que o município tem realizado diversas ações de combate a exploração do trabalho infantil e que atua nos Centros de Referência em Assistência Social, de forma conjunta com os Serviços de convivência e Fortalecimento  de Vínculos. 

“Nossa equipe trabalha na orientação familiar e comunitária   sobre  o trabalho infantil, do que se deve ou não ser feito por uma criança, e os danos que essa ação faz na vida dessas pessoas. Também  atuamos fortemente nas mobilizações, principalmente, em datas comemorativas, como o 12 de Junho, Dia Mundial  de Combate ao Trabalho Infantil, com campanhas de conscientização, palestras nas escolas e na realização de pit stop realizado em diversas regiões da cidade”, destacou. 

A secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira, disse que a participação do Governo do Estado, em especial da Secretaria de Assistência Social e Cidadania têm sido fundamental na execução de vários programas e ações desenvolvidas no município e, essa participação fortalece ainda mais o trabalho em prol daqueles que vivem em vulnerabilidade e risco social. 

A gestora disse ainda que a responsabilidade do município está sendo cumprida com o programa PETI que faz muito bem esse papel, que compõem uma das políticas públicas de Assistência Social em Várzea Grande. “E isso se deve também ao comprometimento da primeira-dama e Promotora de Justiça, Kika Dorilêo Baracat, que como operadora de justiça conhece bem as questões envolvendo violações de direitos e uma pessoa comprometida com as causas sociais. Essa capacitação fortalece a nossa rede de atuação e o processo continuado que visa ampliar conhecimento e desempenho de nossos servidores”.