Mulheres de todas as idades conheceram a “Casa de Sarita” e tiveram acesso a serviços gratuitos de saúde, coleta de CCO, aferição de pressão, testes glicêmicos, acupuntura, auriculoterapia e florais de Bach. Além de serviços de beleza e oficinas do projeto "Elas Empreendem"

 

Moradora do bairro São Matheus, em Várzea Grande, Lucilene Gabriela dos Santos, de 36 anos, descobriu na última sexta-feira, 24 de novembro, uma forma diferente de tratar sua ansiedade e insônia que não envolvam medicamentos e fármacos; trata-se da terapia por Florais de Bach. O tratamento por extratos líquidos de flores e plantas, que trabalha o equilíbrio emocional, e, pode mudar a vida de Luciene para melhor, foi possível após ela conhecer o projeto "Casa de Sarita no Seu Bairro".

"Não conhecia Florais de Bach, achei interessante para quem tem insônia, ansiedade e gostei bastante. Também não imaginei que pudesse ter acesso a um tratamento desses gratuitamente e não conhecia a Casa de Sarita", disse Lucilene.

O relato reflete o impacto positivo do projeto "Casa de Sarita no Seu Bairro", que foi realizado pela primeira vez nessa sexta-feira, 24 de novembro, na "EMEB Abdala José de Almeida".  O objetivo era levar até às mulheres a "Casa de Sarita" e uma amostra dos serviços únicos oferecidos por este projeto singular, feito de mulheres para mulheres.

“A Casa de Sarita trabalha não apenas no bem-estar físico da mulher, mas também no emocional. Temos atendimento psicológico especializado, terapias integrativas e programas de capacitação e de empreendedorismo. Toda mulher que nos procura passa por uma triagem e o que ela precisar será atendida ou encaminhada para o serviço ou seja criamos um ambiente onde as mulheres se sintam ouvidas, compreendidas e fortalecidas”, explicou a primeira-dama e promotora de Justiça, Kika Dorilêo Baracat.

O projeto é uma iniciativa liderada pela Prefeitura de Várzea Grande, por meio do Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras (GAAT), sob a tutela da primeira-dama. "A 'Casa de Sarita' é um símbolo de solidariedade, compreensão mútua e apoio coletivo. Sabemos que as mulheres enfrentam desafios únicos, e é por isso que este espaço foi concebido para atender às nossas necessidades específicas. Aqui, buscamos construir mais do que um centro de assistência; queremos criar um ambiente onde cada mulher se sinta ouvida, compreendida e fortalecida e também precisamos que as mulheres de Várzea Grande conheçam a iniciativa, por isso que estamos levando a ‘Casa de Sarita no Seu Bairro’", acrescenta Kika Dorilêo Baracat.

O evento, realizado na "EMEB Abdala José de Almeida", ofereceu uma ampla gama de serviços gratuitos, desde atendimento de saúde, coleta de CCO, aferição de pressão, testes glicêmicos, acupuntura, auriculoterapia e florais de Bach. Além disso, as mulheres puderam desfrutar de serviços de beleza, oficinas de empreendedorismo, e participar de atividades como o projeto "Elas Empreendem", com oficinas de feltro natalino e rosca natalina.

"Casa de Sarita" – Jovens a partir dos 14 anos e mulheres de todas as idades têm espaço na "Casa de Sarita" que está de portas abertas para promover uma vida mais plena. Para outras informações, entre em contato pelo telefone 984766715, visite o endereço Av. Presidente Artur Bernardes, 1332 - Vila Ipase, Várzea Grande, ou siga nas redes sociais @casa_de_sarita.