Esforço pela Qualidade do Ensino


Esforço pela Qualidade do Ensino


04/04/2019    158

A Prefeitura de Várzea Grande e o Ministério Público de Mato Grosso estudam a possibilidade de unirem esforços na troca de tecnologia para ser utilizada no ensino público.

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, recebeu a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, que apresentou o projeto “Construindo Cidadania com Tecnologia”.

O projeto visa oferecer aos estudantes da Rede Pública Municipal, o ensino através de tabletes que seriam utilizados, como defende a prefeita e o secretário de Educação, Silvio Fidélis como, “cadernos de ensino”, aliando a pedagogia com a tecnologia e o mundo das informações (internet), para motivar o aprendizado.

Conforme o projeto, alunos do 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental receberão tabletes que terão softwares com todos os conteúdos curriculares. A proposta é que parte dos conteúdos sejam regionalizados, ou seja, contenha elementos da cultura de Várzea Grande, facilitando assim a compreensão.

Segundo a prefeita Lucimar Campos, atualmente a rede atende 5.722 alunos do 2º, 5º e 9º ano.

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira destacou que o projeto é interessante e que poderá ter o apoio do Ministério Público Estadual. Ele se comprometeu em apresentar a proposta ao Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (CAO), do MPMT, e aos promotores de Justiça responsáveis pela área de Educação Miguel Slhessarenko Junior (Cuiabá) e Douglas Lingiardi Strachicini (Várzea Grande) para ver de que maneira poderá ser firmada esta parceria. Uma das possibilidades é destinar recursos oriundos de futuros Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) para aquisição dos softwares que serão usados nos tabletes.

Participaram do encontro, além do procurador-geral, da prefeita e do secretário de Educação, a procuradora de Várzea Grande, Sadora Xavier e o promotor Deosdete Cruz Júnior.

 

Por: Da Redação - Secom/VG